no ,

Volte a receber o Bolsa Família após cancelamento: passos, condicionalidades e calendário

Retomando o Bolsa Família após cancelamento: é possível?

Bolsa Família cancelado? Veja como solicitar o retorno
Bolsa Família cancelado? Veja como solicitar o retorno

Muitas famílias que tiveram o auxílio do Bolsa Família cancelado se questionam se é possível retornar ao programa para continuar recebendo o benefício. Em alguns casos, o auxílio é interrompido por questões burocráticas ou devido ao não cumprimento das condicionalidades estipuladas pelo programa. Aqui, vamos esclarecer como fazer para retornar ao Bolsa Família após o cancelamento.

Por que o Bolsa Família foi cancelado?

Um dos motivos mais comuns para o cancelamento do Bolsa Família é a ausência de atualização cadastral, que deve ser feita a cada dois anos. Outra razão é o não cumprimento das condicionalidades de saúde e educação estabelecidas pelo programa. Por isso, é crucial verificar se a família está em dia com esses requisitos.

O que fazer para retornar ao programa Bolsa Família?

Se sua família ainda se encontra em situação de vulnerabilidade social e se enquadra no perfil para receber o Bolsa Família, você pode solicitar o retorno ao programa. Para isso, siga os passos abaixo:

1. Procure um centro de atendimento do Bolsa Família ou do Cadastro Único em sua cidade.
2. Leve os documentos pessoais de todos os membros da família, incluindo RG, CPF, título de eleitor e comprovante de residência.
3. Certifique-se de que a situação cadastral esteja atualizada e que todas as condicionalidades estejam sendo cumpridas.
4. Aguarde a análise do pedido e a eventual reativação do benefício.

Quais são as condicionalidades do programa?

O Bolsa Família exige o cumprimento de algumas condicionalidades, que são compromissos assumidos pelas famílias beneficiárias nas áreas da saúde e da educação. Confira quais são eles:

– Acompanhamento do estado nutricional das crianças menores de sete anos;
– Acompanhamento pré-natal das gestantes da família;
– Manutenção do calendário nacional de vacinação em dia;
– Frequência escolar mínima de 60% para crianças de quatro a cinco anos e de 75% para beneficiários de seis a 18 anos incompletos que não tenham concluído a educação básica.

Calendário de pagamento do Bolsa Família

É importante estar atento ao calendário de pagamento do Bolsa Família, que é divulgado mensalmente e segue a ordem do último dígito do NIS (Número de Identificação Social) do responsável familiar. Fique de olho nas datas de depósito e não deixe de acompanhar as informações divulgadas nos canais oficiais do Bolsa Família e da Caixa Econômica Federal.

Lembre-se: se você ainda está em situação de vulnerabilidade e cumpre os requisitos do programa, não hesite em buscar ajuda para retornar ao Bolsa Família. Este auxílio é fundamental para garantir melhores condições de vida às famílias que mais precisam.