no , , , ,

Presidente Lula promove retomada de obras no Recife e projeção aponta 40.000 novos empregos

Presidente Lula anuncia retomada de obras em Recife, gerando expectativa de 40.000 novos empregos

Lula anuncia retomada de obras e geração de emprego
Lula anuncia retomada de obras e geração de emprego

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prepara-se para visitar Recife (PE) na sexta-feira, 15 de setembro de 2023. O motivo principal é anunciar a retomada das obras da Refinaria Abreu e Lima, que estavam paralisadas desde 2015 devido à Operação Lava Jato.

Espera-se que a retomada das obras da refinaria gere um estímulo substancial para a economia local, com projeções apontando para a criação de aproximadamente 40.000 novos empregos.

Um dos marcos mais significativos da gestão de Lula, o Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), terá papel fundamental nessa retomada. A recuperação das obras da Refinaria faz parte deste pacote ambicioso que prevê um investimento de cerca de R$ 6 bilhões.

O que significa essa retomada para a economia local e nacional?

Segundo o senador Humberto Costa (PT-PE), a Petrobras estará à frente das obras do segundo trem de refinaria. Esse retorno promissor oferece não apenas o alento da geração de novos empregos, mas também a perspectiva de um forte impulso para o progresso econômico da região e, por consequência, para o Brasil.

Polêmica sobre as enchentes do Rio Grande do Sul

Apesar das expectativas positivas acerca da visita do presidente a Recife, Lula tem recebido críticas por não ter visitado o Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, região que foi severamente atingida por um ciclone extratropical no começo de setembro.

Desde o acontecido, a região vive um clima de desastre, com fortes chuvas e enchentes. Até o presente momento, as consequências trágicas somam 47 vítimas fatais, segundo informações da Defesa Civil.

Por que Lula não visitou o Rio Grande do Sul?

De acordo com o que informam integrantes do alto escalão do governo, houve avaliação de que a presença do presidente em solo gaúcho não era necessária devido à visita do vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB), durante seu breve mandato como presidente interino.

Durante este período, Lula encontrava-se na Índia, onde participou da cúpula de líderes do G20.

É válido ressaltar que em 2010, ao contrário do ocorrido atualmente, Lula se ausentou de um evento importante – a cúpula do G20 – para acompanhar os desdobramentos de inundações catastróficas que haviam atingido o Nordeste, segundo informa a fonte Poder360.