no , , , , , , ,

PIS/Pasep: ATENÇÃO para não perder o PRAZO do SAQUE!

Milhões de trabalhadores brasileiros(a) ainda não resgataram os valores do seu PIS/Pasep. Saiba como consultar e sacar o seu abono!

PIS Pasep: ATENCAO para não perder o PRAZO do SAQUE!
PIS Pasep: ATENCAO para não perder o PRAZO do SAQUE!

O PIS/Pasep é pago todos os anos a milhões de trabalhadores que trabalharam de carteira assinada, porém, muitos desses trabalhadores ainda não sacaram seu abono e prazo está se esgotando.

Porém, o pagamento sobre o qual estamos nos referindo aqui é destinado a trabalhadores que atuaram entre 1971 e 1988.

Naquela época, os empregadores tinham a obrigação de depositar contribuições dos seus trabalhadores no antigo fundo do PIS/Pasep, que, anos depois, acabou indo para o Fundo de Garantia do tempo de Serviço (FGTS).

Portanto, se você trabalhou nesse período e nem sabia que tinha direito a esse saque, fique atento para não perder o prazo para sacar o seu abono.

Em seguida te daremos a seguir todos os detalhes de como consultar e sacar esses valores.

Entenda o saque das cotas do PIS/Pasep

O Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), mais conhecidos pela sigla PIS/PASEP, são contribuições sociais de natureza tributária, pagos pelas empresas com objetivo de financiar o pagamento do seguro-desemprego, abono salarial e participação na receita dos órgãos e entidades para os trabalhadores públicos e privados.

O PIS/Pasep foi criado em 1970, durante o período da Ditadura Militar, mais precisamente no Governo Emílio Médici em 7 de setembro de 1970, através da Lei Complementar 7/70, nº 7.

Diferente do formato atual de pagamento do PIS/Pasep, antigamente o trabalhador tinha uma conta desse abono, da qual ele podia retirar uma parte dos valores. Eram as chamada cotas!

No entanto, em 2019, o Governo Federal liberou também o acesso integral aos valores disponíveis das cotas.

Antes da liberação total, o valor médio pago pelas cotas do PIS/Pasep era de R$ 2,3 mil. Mas esse número é apenas uma média, assim, é necessário fazer uma consultar para saber qual valor a pessoa tem para sacar.

Visto que os trabalhadores contribuíram com valores e períodos distintos uns dos outros durante o período que mencionamos.

Portanto, para ter certeza de quanto você pode receber, é melhor consultar.

Como ter acesso ao benefício?

Pois bem, os trabalhadores que tem direito a cota do PIS/Pasep, pode consultar através do aplicativo do FGTS, aqui.

Após acessar o aplicativo com sua senha pessoal, selecione a opção “Solicitar saque PIS/Pasep”.

Você escolhe se prefere sacar em alguma agência da Caixa ou se prefere transferir para alguma outra conta bancária que possuir.

Valores de até R$ 3 mil o saque pode ser feito diretamente em agências da Caixa, do Banco do Brasil ou então em Casas Lotéricas.

Basta estar de posse do Cartão Cidadão e um documento de identificação com foto.

Enquanto que para sacar valores acima de R$ 3 mil é preciso comparecer pessoalmente a uma agência da Caixa de posse dos documentos.

Também, é possível que dependentes saquem esses valores do PIS/Pasep em caso de falecimento do titular.

Contudo, o prazo para essas pessoas realizarem o resgate do PIS/Pasep acaba no dia 05 de agosto. Após essa data, pessoa terá um prazo de 5 anos para solicitar, através da abertura de um processo, o resgate dos valores.

Por fim, para mais notícias sobre o PIS/Pasep, clique aqui.