no , , , , , ,

Meu BENEFÍCIO está na FILA. O que fazer para agilizar o processo?

Grande número de segurados da previdência social estão há meses à espera da libração do benefício, o que provocou temida fila do INSS.

Meu BENEFICIO esta na FILA. O que fazer para agilizar
Meu BENEFICIO esta na FILA. O que fazer para agilizar

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o órgão público responsável pelo pagamento de aposentadorias e outros benefícios aos trabalhadores brasileiros e demais segurados como microempreendedores individuais e contribuintes individuais, contudo, a liberação do benefício de milhões de desses segurados está na fila de espera da autarquia.

O INSS foi criado em 1990 a partir da junção de outros dois órgãos: o Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social (IAPAS) e o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS).

Entre os benefícios pagos pelo INSS, estão o:

Auxílio-doença

Pensão por morte

Auxílio-acidente

Auxílio-reclusão

Salário maternidade

Aposentadorias

Além dos demais benefícios que fazem parte do núcleo das Atividades Exclusivas de Estado.

E como dissemos acima, milhões de brasileiros estão na fila a espera de terem seu benefício liberado.

relatando a demora para que o seu benefício do INSS seja concedido. Continue na matéria para entender o que está acontecendo!

O que é a fila do INSS?

A fila do INSS é o grupo de pessoas que aguardam uma resposta da Previdência Social para receber algum benefício previdenciário.

De acordo com a legislação brasileira, o INSS tem até 45 dias para analisar o pedido do cidadão.

No entanto, não é isso que tem acontecido e a fila se tornou, em muitos casos, em uma esperada de mais de um ano.

Benefício está na fila do INSS

Não é novidade para ninguém que o INSS vem sofrendo desde 2020 por conta da falta de profissionais para compor seu quadro de funcionários, ou seja, a demanda é grande, mas a estrutura é pouca.

E com a demora na liberação do benefício, a fila é cada vez maior. Portanto, quem precisa com urgência do auxílio, deve recorrer a um advogado, como por exemplo, pessoas com alguma doença grave e que não podem ficar sem o benefício.

INSS estabelece novas regras para os empréstimos consignados

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) deu um prazo de 90 dias aos para os bancos se adaptarem as novas medidas do empréstimo consignado para os beneficiários do INSS.

Assim, as instituições financeiras vão precisar informar a nova taxa de juros que irão cobrar em suas operações dentro desse período. Com a possibilidade de uma extensão desse prazo.

Porém, é necessário que a instituição financeira seja capaz de justificar o pedido de extensão do prazo.

Os novos valores das taxas de jutos, deverão ser estar disponível no site do Meu INSS e também pelo aplicativo.

Além disso, as instituições financeiras que já possuem taxas fixas, assim como refinanciamento, averbação e portabilidade para os contratos de crédito consignado devem conceder as informações para os segurados até o dia 1º de julho deste ano.

É a Dataprev quem vai validar os dados e assume as responsabilidades pela prestação dos serviços através do portal do Meu INSS, gov.br e ainda outras resoluções que estejam em conformidade com o CNPS.

Atualmente aproximadamente 16,8 milhões de aposentados e pensionistas possuem crédito consignado.

Para mais notícias sobre qualquer benefício do INSS, clique aqui.