no , ,

Grandes LOJAS que decretaram FALÊNCIA

A crise pela qual o Brasil vem passando desde 2020 levou várias empresas a decretarem pedido de falência e até mesmo a sairem do país.

Grandes LOJAS que decretaram FALENCIA
Grandes LOJAS que decretaram FALENCIA

Desde os últimos meses de 2020, que o pedido de falência de várias grandes lojas brasileiras toma cada vez mais espaço nos noticiários brasileiros.

E nesse ano de 2023, a coisa tem se intensificado ainda mais e apesar de algumas dessas grandes lojas ainda estarem com as portas abertas, é apenas uma questão de tempo para fecharem por conta da falência.

A princípio, a maioria dessas lojas não suportou a crise econômica na qual o Brasil se encontra desde 2020, por conta tanto da pandemia, como das políticas desastrosas do antigo governo, que jogaram o país num limbo econômico.

A pandemia também criou novas práticas de consumo por conta do isolamento social, onde muitos passaram a comprar pela internet.

E essa prática de comprar produtos online, levou muitos consumidores a descobrir que a grande maioria dos produtos comprados pela internet, são muito mais baratos do que em lojas físicas.

O que levou muitos consumidores a abandonarem as lojas físicas.

Afinal de contas, como dissemos anteriormente, muitas vezes é mais prático e mais barato fazer compras direto do sofá de casa.

Então vamos conhecer 4 grandes empresas brasileiras que entraram com pedido de falência e devem fechar as portas em 2023.

Grandes lojas que decretaram falência

Cabe destacar que algumas dessas lojas já estavam em processo de falência antes mesmo da pandemia da Covid-19.

Todavia, essas empresas ainda estão com negociações na justiça com credores, colaboradores e demais para tentar resolver a situação.

Agora, sem mais enrolação, vamos conhecer as empresas que decretaram falência e estão na eminencia de fecharem as portas.

Livraria Saraiva

Uma das livrarias mais tradicionais do Brasil.

Presente em várias cidades do país, a Saraiva virou referência para os amantes da literatura e marcou a juventude de muitas pessoas, inclusive a desse que vos escreve.

Na década de 2010, com a ascensão de livros infanto-juvenis, se tornou ponto de encontro de muitos adolescentes leitores.

Entretanto, a internet impactou no significativamente o mercado de livros no Brasil e ficou difícil com competir com plataformas como Amazon, que vendem ebooks ou versões físicas mais baratas.

Americanas

No início do ano as Lojas Americanas anunciaram um rombo de aproximadamente R$ 40 bilhões e logo em seguido entrou com processo de recuperação judicial.

A varejista está espalhada por todo o país e possui milhares de funcionários e funcionárias.

Com a falência da empresa, muitas lojas das Americanas já fecharam as portas em várias cidades do país.

Marisa

Poucas pessoas sabem, mas uma das lojas de roupas mais populares do Brasil também está em processo de falência, a Marisa.

A loja, inclusive, já se envolveu com denúncias de exploração de trabalho para a confecção de suas roupas.

Agora, a Marisa está na UTI, lutando para sem manter viva.

Sem contar que a concorrência de plataformas como a Shein e Shopee vendem roupas semelhantes a um preço mais baixo.

Tok Stok

A loja de móveis e artigos para a casa era uma excelente opção para quem gosta de produtos de qualidade e exclusivos, além disso, possuía um preço acessível para a classe média.

Atualmente, há um saldão com até 50% de desconto.

Por fim, para mais noticias sobre fatos do Brasil, clique aqui.