no , , , ,

Governo cria NOVO BENEFÍCIO de R$ 150. Confira quem tem direito!

Um novo benefício criado pelo governo vai ajudar milhões de brasileiros com um auxílio de R$ 150. Confira os critérios para receber!

Governo cria NOVO BENEFICIO de R$ 150
Governo cria NOVO BENEFICIO de R$ 150

O governo federal criou um novo benefício que já está pagando R$ 150 para um grupo de brasileiros e brasileiras que atenderam a todos os critérios para liberação do auxílio, que será pago mensalmente.

Portanto, esse será mais um benefício, entre tantos, que o governo já paga para dezenas de milhões de brasileiros(a), espalhados por todas as regiões do país.  

Sendo assim, se você tem interesse em receber esse novo benefício do governo, veja a seguir os critérios e demais detalhes sobre esse auxílio.

Novo benefício do Governo Federal

Impossível falar em benefícios e programas do governo, sem falar do Bolsa Família, criado em 2003, pelo então presidente de primeiro mandato, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Desde então, o programa já passou por diversas mudanças e chegou inclusive a ser extinto, substituído pelo natimorto Auxílio Brasil, que não durou muito.

As mudanças deixaram o Bolsa Família com valores mais robustos e também mais justo na distribuição desses valores.

Mas se engana quem pensa que a mudanças e novidades pararam, visto que o governo anunciou recentemente um novo benefício, “Auxílio Cesta Básica”

O objetivo é reduzir o impacto da inflação nas despesas com alimentos para as famílias de baixa renda.

Através do programa, os beneficiários têm direito, além de uma cesta básica, ao pagamento de R$ 150 adicionais.

Quem pode receber Auxílio Cesta Básica?

O primeiro critério para receber o benefício é ser beneficiário é estar inscrito no CadÚnico e ser beneficiário do Bolsa Família.

A inscrição no CadÚnico é feita na sede do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) da sua região.

Entretanto, dentro dos beneficiários do Bolsa Família, apenas alguns tem direito ao novo benefício do governo, o Auxílio Cesta Básica.

Sobre o critério de renda para receber o benefício, a família não pode receber a cima de 3 salários mínimos, que correspondem a uma renda de R$ 3.906.

Contudo, o benefício é prioritário abaixo desse valor.

Além disso, é fundamental seguir as regras do Bolsa Família, que incluem:

– Manter os registros no CRAS sempre atualizados, isso a cada dois anos ou então quando houver mudanças importantes nos dados (falecimento, nascimento, alterações na renda);

– Não ultrapassar os valores da regra de renda, como dito acima;

– Apresentação da carteira de vacinação atualizada, (no caso de famílias com crianças).

– Comprovante de matrícula escolar (no caso de famílias com crianças).

– Acompanhamento pré-natal para gestantes;

– Acompanhamento de ações socioeducativas para crianças em situação de trabalho infantil;

– Mães lactantes (estão amamentando) também serão acompanhadas.

Ademais, essas regras podem ser diferentes entre os municípios, visto que cada um é responsável por estipular suas próprias regras de concessão, nesse caso.

Por fim, para mais notícias sobre programas sociais do governo federal, clique aqui.