no , , ,

Funcionários da EBC acusam Lula de Obstrução da Comunicação Pública

Funcionários da EBC criticam presidente Lula por falta de comunicação pública

Lula é Alvo de Críticas por Falta de Comunicação
Lula é Alvo de Críticas por Falta de Comunicação

Funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) expressaram sua insatisfação em relação ao posicionamento do presidente Lula sobre a separação da instituição em suas coberturas públicas e governamentais.

Em um documento intitulado “Oito meses de governo sem comunicação pública”, publicado no site Ouvidoria Cidadã, eles destacaram sua insatisfação com a nomeação de Hélio Doyle para a presidência da EBC em fevereiro de 2023 e criticaram várias de suas decisões.

Insatisfação com a Separação da Instituição

A nota dos funcionários detalha as frustrações dos colaboradores com a separação da EBC de suas coberturas públicas e governamentais. Afirmam que, apesar da separação, a EBC permanece “à mercê de decisões de governo e cedendo funcionários para a parte governamental”. A crítica ainda inclui a exibição de programas do governo federal nos canais da própria EBC, que originalmente foi criada como uma empresa de comunicação pública.

Questionamento ao Presidente Lula

Os colaboradores da EBC questionam o presidente Lula sobre a separação das atribuições da instituição, indagando “Oito meses após o início do governo Lula, a EBC segue sem fazer comunicação pública, já que sem participação da sociedade. A pergunta que fica é: até quando?”. Em sua visão, a EBC está desviando de sua missão principal de prestar um serviço de comunicação pública e imparcial.

Nota Pública: Oito meses de governo sem comunicação pública

A nota publicada pelos funcionários da EBC detalha suas frustrações e preocupações, salientando a necessidade de uma maior participação da sociedade na comunicação pública brasileira e ressaltando a importância de se evitar a monopolização da instituição pelo governo. Os funcionários pedem que a EBC se torne novamente uma plataforma para debates e discussões, representando diferentes vozes da sociedade brasileira.