no , ,

Deputada Tabata Amaral critica governo Lula: corrupção, Venezuela e desigualdades

Deputada Tabata Amaral revela frustração com governo Lula

Tabata Amaral questiona compromissos do governo Lula
Tabata Amaral questiona compromissos do governo Lula

A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP), que apoiou o ex-presidente Lula nas eleições de 2022, expressou sua frustração com o governo petista em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a parlamentar, em seis meses de gestão, o governo Lula ainda não apresentou resultados satisfatórios e deixa a desejar em diversos aspectos.

Tabata cita questões como o combate à corrupção e a posição do governo em relação à ditadura de Maduro, na Venezuela, como pontos de divergência com o presidente. A deputada também lamenta o descumprimento da promessa de acabar com as emendas de relator e a distribuição das verbas do “orçamento secreto”.

Tabata Amaral se junta a outros insatisfeitos

Tabata Amaral não é a única a demonstrar insatisfação com o governo Lula. Na semana passada, o jornal Oeste divulgou uma carta de diplomatas mulheres que se dizem frustradas com o presidente devido ao baixo número de nomeações de mulheres para cargos no exterior, especialmente aqueles considerados mais prestigiosos na carreira diplomática. Das 47 nomeações de Lula, apenas seis são mulheres, o que representa pouco mais de 10%.

Movimentos sociais também veem dificuldades no governo Lula

Além de Tabata Amaral e das diplomatas, lideranças de movimentos sociais ligados à luta pelos direitos das mulheres, da população negra e da comunidade LGBT+ também se queixam da falta de avanços em suas respectivas pautas no governo Lula. Militantes LGBT+ e feministas relatam dificuldades para fazer avançar pautas de extrema esquerda no governo e pouca ação do presidente no Parlamento.

Após a posse de Lula, Toni Reis, presidente da Aliança Nacional LGBTI+, expressou insatisfação por não terem sido contemplados com um ministério e solicitou a criação de um departamento no Ministério de Direitos Humanos “com verba”. Esse é mais um exemplo de como o governo Lula não está atendendo às expectativas de diversos segmentos da sociedade.