no , , , , , ,

Bolsa Família liberou empréstimo CONSIGNADO? Confira a novidade!

Governo autorizou empréstimo consignado do Bolsa Família, que havia sido suspenso no início do ano após indícios de uso político do Auxílio Brasil. Confira todos os detalhes!

Bolsa Familia liberou emprestimo CONSIGNADO?
Bolsa Familia liberou emprestimo CONSIGNADO?

O Bolsa Família foi extinto em 2021 pelo então presidente fujão, Jair Bolsonaro (PL), que o substituiu pelo mal sucedido Auxílio Brasil e um dos exemplos que podem demonstrar os motivos do programa bolsonarista ter sido um fracasso, foi a forma como a modalidade do empréstimo consignado foi oferecida as famílias que recebem o benefício.

Após o retorno de Lula à presidência em 2023, o petista ressuscitou o Bolsa Família, mas não antes da fazer um pente-fino no Auxílio Brasil.

O programa bolsonarista estava repleto de indícios de irregularidades e fraudes tanto nos cadastros, como na concessão de benefícios, entre eles, do empréstimo consignado.

Por conta desses indícios, o governo resolveu cancelar a modalidade do consignado para o Bolsa Família, que herdou o cadastro do Auxílio Brasil.

Até então, o empréstimo consignado estava disponível apenas para:

  • Funcionários públicos
  • CLT
  • Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)

No entanto, após uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), o empréstimo consignado do Bolsa Família foi liberado novamente.

A seguir, vamos conhecer todos os detalhes sobre o retorno da modalidade e como os beneficiários do programa podem solicitar o empréstimo.

STF autorizou empréstimo consignado para Bolsa Família

Na modalidade de consignado, o valor da parcela é descontado diretamente na folha de pagamento de quem solicitou o empréstimo.

Ou seja, as famílias que aderirem ao consignado vão receber uma parcela menor do que os R$ 600 determinados pelo Governo.

O retorno da modalidade só foi possível após a decisão do STF sobre a legalidade da modalidade, desde que as regras sofram alterações em relação ao que era feito com o Auxílio Brasil.

Inclusive, Bolsonaro passa por investigação tanto no STF, quanto no STE (Superior Tribunal Eleitoral) pelo uso politico do programa social durante o período eleitoral.

De acordo com documentos internos, a Caixa deixou de oferecer o consignado do Auxílio Brasil após o resultado do segundo turno das eleições, na qual Bolsonaro foi derrotado pelo presidente Lula.

Á época o escândalo foi tão grande, que todos os bancos do país se recusaram a oferecer o consignado, com exceção da Caixa Econômica, que estava sob a direção Pedro Guimarães, aliado de Bolsonaro e que também é investigado junto com o Fujão.

Aliás, Guimarães é réu na justiça por assedio sexual e moral contra servidoras da Caixa Econômica.

Consulte o calendário Setembro de 2023

O calendário de pagamento do programa leva em consideração o dígito final do NIS (Número de Inscrição Social) dos beneficiários.

Ademais, confira abaixo o calendário de pagamentos do Bolsa Família de setembro.

  • 18 de setembro: NIS final 1 (possível antecipação para dia 16);
  • 19 de setembro: NIS final 2;
  • 20 de setembro: NIS final 3;
  • 21 de setembro: NIS final 4;
  • 22 de setembro: NIS final 5;
  • 25 de setembro: NIS final 6 (possível antecipação para dia 23);
  • 26 de setembro: NIS final 7;
  • 27 de setembro: NIS final 8;
  • 28 de setembro: NIS final 9;
  • 29 de setembro: NIS final 0.

Por fim, para mais notícias sobre o Bolsa Família, clique aqui.