no , , ,

Bolsa Família confirma MUDANÇA em BENEFÍCIO. Veja como fica!

Benefício que complementa o Bolsa Família é pago para cerca de 6 milhões de famílias que estão cadastradas no CadÚnico. Entenda como fica.

Bolsa Familia confirma MUDANCA em BENEFICIO. Veja como fica!
Bolsa Familia confirma MUDANCA em BENEFICIO. Veja como fica!

O novo Bolsa Família foi turbinado com uma série de novos benefícios que ampliaram a capacidade do programa de atuação na redução da pobreza e combate a fome no Brasil, contudo, um benefício especifico teve uma mudança significativa confirmada.

O benefício em questão teve o seu pagamento integral pago de forma bimestral confirmado. Ou seja, o beneficiário vai receber o valor total do benefício, mas apenas a cada dois meses.

Portanto, para que não fique nenhuma dúvida a respeito da questão, vamos conhecer a seguir qual é o benefício complementar do Bolsa Família do qual estamos falando.

Benefício complementar do Bolsa Família tem mudança confirmada

O benefício em questão é o Auxílio-gás, que teve a confirmação do pagamento no valor de 100% do preço do botijão de gás de 13 kg.

Além disso, também houve a confirmação do pagamento bimestral do benefício. Pelo menos por enquanto.

 Isso porquê há um projeto de lei que propões que o Auxílio-Gás seja paga mensalmente. Porém, o projeto está parado no Congresso Nacional sem perspectiva de votação.

De acordo com alguns especialistas, o pagamento do benefício a cada dois meses, faz com que as famílias tenham um maior planejamento orçamentário. Balela!

O Auxílio-Gás foi criado durante a Pandemia da Covid-19 e inicialmente, pagava 50% do valor do botijão de gás de 13 kg. Só posteriormente que o valor passou a ser de 100% do preço do botijão.

Contudo, no final de 2022 foi anunciado que o benefício voltaria ao seu valor de origem. Isso gerou muitas dúvidas com relação ao auxílio, inclusive se ele ficaria em 2023.

Contudo, como acabamos de informar, o benefício do auxílio-gás, que funciona como um complemento do Bolsa Família, será pago em 2023 nas condições que citamos anteriormente.

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Em primeiro lugar, para ter direito ao Bolsa Família é preciso fazer a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico).

Também é preciso atender ao critério de renda, que é de no máximo R$ 218 por pessoa.

As famílias que possuírem crianças ou adolescentes menores de 17 anos, gestantes ou nutrizes, tem direito a benefícios adicionais.

Os beneficiários do Bolsa Família podem sacar o benefício em casas lotéricas e agência da Caixa Econômica ou pelo Caixa Tem.

Etapas para cadastro

O processo de cadastro para o Bolsa Família envolve algumas etapas. São elas:

  • Responsável familiar:

A recomendação é que a responsável pela titularidade do benefício seja uma mulher, que deve apresentar não somente os seus documentos, mas de todas as pessoas que moram na sua residência.

  • Agendamento do Atendimento:

Posteriormente, o responsável familiar deve entrar em contato com a CRAS (Centro de Referência de Assistencial Social) da sua região para agendar a inscrição.

  • Apresentação dos Documentos:

No dia agendado, o responsável familiar deve comparecer ao CRAS em posse dos seguintes documentos:

– RG

– CPF

– Título de eleitor (se houver)

– Carteira de trabalho

– Comprovante de residência.

Além dos documentos dos membros da família, como dissemos anteriormente.

  • Preenchimento do Cadastro:

No CRAS você fará a inscrição do CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais). No caso, você fornecerá informações sobre da sua família, como:

– Renda

– Despesas

– Composição familiar

– Escolaridade dos membros

– Entre outros

  • Atualização Periódica do Cadastro:

A atualização do castro precisa ser feita a cada dois anos ou sempre que houver uma alteração na situação da família, como:

– Mudança de endereço

– Modificações na composição familiar

– Mudança na renda

  • Análise e Aprovação:

Após a incrição, as informações serão analisadas pela equipe do CRAS, subordinada a prefeitura municipal. A aprovação e inclusão no Bolsa Família estão sujeitas à verificação da elegibilidade da família, com base nos critérios estabelecidos pelo programa.

Para o esclarecimento de dúvidas, também é possível entrar em contato com a prefeitura do seu município ou acessar o site oficial do Bolsa Família.

Por fim, para mais notícias sobre o Bolsa Família, clique aqui.